Sábado, 20 Dezembro 2014  
 Home
 Quem Somos
 Contrate Nossos Serviços
 Manchete do Dia
 Verão 2014 Sobre Motos
 Feira EICMA 2014
 Feira EICMA 2014 P2
 Feira EICMA 2014 P3
 Feira EICMA 2014 P4
 Feira EICMA 2014 P5
 TV "Sobre Motos"
 Sala Bate Papo Sobre Motos
 Concursos e Promoções
 Coberturas Especiais
 "SobreMotos"
 Instituto SobreMotos
 Revista Sobre Motos
 Lançamentos Especiais
 Motos
 Motos Custom e Chopper
 Motos Off-road e Dual
 Scooters & CUBs
 Eventos, Feiras e Salões
 Moto GP
 Superbike
 Motocross, Super e Minicross
 Motovelocidade
 Enduro Cross e Country
 Veloterra - Velocross
 Supermoto
 Arrancadão
 Moto Testes
 Revendas e Serviços
 Notícias Internacionais
 Notícias Internacionais 1
 Moto Turismo
 Encontros
 Moto Grupos
 Entrevistas Exclusivas
 Pessoas
 Confraria das Mulheres
 Belas e Belos das Motos
 "Buzina" dos Leitores
 Mercado Motociclístico
 Cursos e Dias de Pista
 Roupas e Acessórios
 Dicas e Matérias Técnicas
 Segurança e Legislação
 Livros,Games,Músicas,Filmes
 Pontos de Encontro
 Viagens, Aventuras e Trilhas
 Resultados de Enquetes
 Motos Curiosas e Diferentes
 Triciclos, Quadriciclos e Jets
 Motos Clássicas
 Bicicletas e e-Bikes
 Agenda do RS
 Agenda de SC
 Agenda Nacional
 Galerias de Fotos
 Perguntas dos Leitores
 Campanhas e Ações Sociais
 Ofertas Especiais
 Classificados de Acessórios
 Vídeos Interessantes
 Fale Conosco
 Cadastro Moto Grupos
 RSS Feeds
 Wireless Access






E N Q U E T E


O Senado aprovou projeto que obrigará o uso de colete airbag e outros itens de proteção para motociclistas, o que você acha disso?

Acho que os motociclistas devem mesmo trajar colete airbag e outros equipamentos de proteção

Acho que apenas o capacete já é suficiente

Acho que, além do capacete, apenas luvas deveriam também ser obrigatórias

Deveriam ser obrigatórios apenas: Capacetes, luvas e botas

Deveriam ser obrigatórios apenas: Capacetes, luvas, botas e calças especiais

Deveriam ser obrigatórios: Capacetes, luvas, botas, calças e jaquetas especiais




OS 10 ARTIGOS MAIS LIDOS EM JULHO/2014

* Clique no título do artigo para acesso rápido

01) Conhecendo o Sistema Elétrico da Moto - Parte 1

02) Primeira mão! Honda revela a nova CB 300F para o mundo

03) É necessário emplacar uma "cinquentinha"? Precisa ter habilitação?

04) Escape Esportivo Aumenta a Velocidade Final?

05) Yamaha anuncia a versão 2.0 da FZ e FZ-S

06) Nova Cinquentinha da Shineray já está nas Lojas

07) O que ninguém ensina: Momento ideal de troca de marcha

08) Primeira mão! Honda surpreende e lança a nova CB 250F no Japão

09) Suzuki prepara o lançamento da nova GSR 1000 2015

10) Bomba ! Quanto custa importar uma moto?


 
Moto Testes
 Printer-Friendly VersionPrinter-Friendly Version
MVK XRT 110, uma "Ferinha" nas Ruas

 Imagens Imagens
Rodamos com uma MVK XRT 110, uma cub cheia de estilo, cedida pela SulMotor, revenda da marca para a grande Porto Alegre, por mais de 2.000 quilômetros, e nos surpreendemos.
Rodamos com uma MVK XRT 110, uma cub cheia de estilo, cedida pela SulMotor, revenda da marca para a grande Porto Alegre, por mais de 2.000 quilômetros, e nos surpreendemos.


A XRT 110 vem "tunada" de fábrica, com pneus aro 14 bem largos, vários cromados e grafismo moderno.
A XRT 110 vem "tunada" de fábrica, com pneus aro 14 bem largos, vários cromados e grafismo moderno.


O motor da XRT é um monocilindrico de 110cc que gera 8,2 CV a 8.500 rpm que "empurra" muito bem a moto.
O motor da XRT é um monocilindrico de 110cc que gera 8,2 CV a 8.500 rpm que "empurra" muito bem a moto.


No início, o câmbio invertido gera confusão, mas a adaptação vem logo.
No início, o câmbio invertido gera confusão, mas a adaptação vem logo.


Os pneus 14 bem largos e a suspensão macia proporcionam bastante conforto para enfrentar as ruas esburacadas de nossas cidades.
Os pneus 14 bem largos e a suspensão macia proporcionam bastante conforto para enfrentar as ruas esburacadas de nossas cidades.


O painel é de fácil leitura e conta com indicador de marcha e nível de combustível.
O painel é de fácil leitura e conta com indicador de marcha e nível de combustível.


Na cidade ela se apresentou muito ágil, econômica e confortável.
Na cidade ela se apresentou muito ágil, econômica e confortável.


Seu desempenho surpreendente faz com que ela não fique para trás no tráfego.
Seu desempenho surpreendente faz com que ela não fique para trás no tráfego.


A equipe da SulMotor, revenda MVK de Porto Alegre, com Gisele Flores (c), por ocasião da devolução da "monstrinho".
A equipe da SulMotor, revenda MVK de Porto Alegre, com Gisele Flores (c), por ocasião da devolução da "monstrinho".

 On the Web On the Web

By Gisele Flores, Jaime Nazário, Clique no nome de um dos autores ao lado para comentar.

Quarta, 6 Agosto 2008

Testamos a MVK XRT 110, uma cub cheia de estilo e personalidade que, carinhosamente, apelidamos de “monstrinho”, em função de seu visual agressivo e grande força demonstrada.

Ficamos com uma MVK XRT 110 “monstrinho” por três semanas, que nos foi gentilmente cedida pela revenda SulMotor, de Porto Alegre, que fica na Av. Otto Niemeyer, nº 911, e com ela rodamos mais de 2.000 quilômetros e nos surpreendemos com a sua performance.

A MVK XRT 110 é voltada para um público jovem e que quer maior performance de uma moto urbana de pequeno porte. Os pneus de aro 14 e 60/100 na dianteira e 80/100 na traseira logo transmitem que a moto pretende ser encorpada e do tipo valente, e é mesmo.

A XRT 110 é uma cub especialmente tunada pela MVK, equipada com escapamento cromado esportivo, pedaleiras cromadas, rodas raiadas e pára-lama com desenho exclusivo. É bem macia e confortável e seus pneus mais largos enfrentam muito bem os buracos das ruas de nossas cidades.

Mas não é só no seu aspecto que ela aparenta força. Incrivelmente, seu motor monocilíndrico, com 110 cc e 8,2 cv de potência a 8.500 rpm, OHC, refrigerado à ar, com câmbio semi-automático de quatro marchas, proporciona um desempenho que surpreende, empurrando os 90 quilos da moto (peso seco) e se condutor, de tal forma que ela consegue atingir velocidade máxima superior a 100 Km/h !

Tal foi nossa surpresa, pois estamos acostumados com outras cubs que demoram para responder à aceleração e não conseguem superar 80 Km/h, principalmente em cilindradas até 125cc, e ela tem apenas 110cc, que ousamos andar com ela em uma auto-estrada, e ela não decepcionou, superando bem a resistência do vento e não sendo um veículo lento que atrapalha o tráfego.

No início, o que causa um pouco de confusão para o condutor é que o câmbio é invertido, ou seja, a primeira marcha é para cima e as demais para baixo. Superada a fase de adaptação, basta engatar marcha e acelerar que ela vai embora, e ligeirinho.

O painel conta com indicador de marcha, que é bem útil, e é de fácil leitura, inclusive à noite, contando também com indicador de nível de combustível. O freio é a disco na dianteira e à tambor na traseira. A partida é leve e pode ser feita por acionamento elétrico ou por pedal.

O tanque de combustível comporta 3,5 litros e, pelas médias que auferimos, entre 37 e 44 Km/litro, ela pode andar tranqüilamente mais de 100 quilômetros, sem correr risco de uma pane seca. É bem econômica, mesmo quando mais exigida.

A XRT 110, assim como as demais motos da MVK, é fabricada na China e trazida para cá desmontada, onde é remontada. O acabamento geral poderia ser melhorado, principalmente em relação às partes plásticas, mas, no geral, a moto tem uma boa relação de custo/benefício para o fim que se destina, ser uma moto econômica em aquisição e consumo para uso urbano por um público jovem, normalmente, primeiro comprador que a utilizará para fins de deslocamento, não para uso em trabalho.

A MVK XRT 110 “monstrinho” é comercializada somente na cor preta, com grafismos em verde e muitos cromados e se preço básico fica em torno de R$3.900,00 reais, variando de acordo com a região.

Sobre a MVK

A MVK do Brasil Motos pertence ao Grupo Maverick, da Argentina, que comercializa os mesmos modelos de motocicletas no Brasil. Instalada no Brasil desde 2002, a MVK vem, nestes seis anos, atualizando e diversificando sua linha de produtos no mercado nacional e, ao mesmo tempo, aumentando e profissionalizando sua rede de revendedores nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do País, foco da sua atuação.

Em São Paulo, a MVK mantém o seu estoque de peças para abastecer o mercado com cerca de 6 mil itens armazenados. Todas as motocicletas comercializadas pela MVK contam com 1 ano de garantia, sem limite de quilometragem.


FÓRUM DOS LEITORES:

Clique na seção "On the Web" ao lado para participar com sua opinião do fórum de discussões sobre o moto teste da MVK XRT 110.



Fotos: Jaime Nazário




Ducati Porto Alegre

Natusfera

Mototech

Sobremotos Express

Via Porto Motos

GGF Assist Técnica Multimarcas

Cadastre-se em

"SOBRE MOTOS"


Saiba antes tudo sobre motos !

Cadastre seu email:

   
News Website
By Solupress


Agência de conteúdo SobreMotos F: (51) 3061.4030 ou (48) 3371.7234

Termos de Serviço | Políticas de Privacidade | Contate-nos
Wireless Access  Wireless Access

RSS Feeds  RSS Feeds